facebook-domain-verification=z0jb0580h9gokhvk2zddvla4mhrxxi
top of page

NÃO CONFUDIR LEGALIZAÇÃO RELIGIOSA COM A JURÍDICA.

A legalização religiosa e jurídica são dois conceitos diferentes, que muitas vezes são confundidos. Enquanto a legalização religiosa refere-se à legalização do aspecto religioso, a legalização jurídica diz respeito à legalização do espaço físico onde as atividades socioculturais religiosas são desenvolvidas.


A legalização religiosa é um processo que busca a legalização do Religioso via Credencial, para que tenha tranquilidade e segurança jurídica em suas atividades religiosas e possam exerce-la interna e externamente.


É importante lembrar que a legalização religiosa é uma questão de resposabilidade e compromisso social, trazendo vantajens e beneficios, ao estar agregado a uma instituião religiosas, no formato que ATUCO desenvolver suas atividades, uma vez que traz segurança, suporte jurídico, contábil e administrativo, além de garantir a proteção dos direitos dos fiéis e do religioso.


Por outro lado, a legalização jurídica é necessária para a utilização de um espaço físico para a prática das atividades religiosas. A legalização jurídica é importante porque garante que o espaço esteja em conformidade com as normas de segurança e meio ambiente, além de trazer outras formas de beneficios ao ser criar uma instituição religiosa via CNPJ.


Ainda que outras organizações que auxiliam no processo de legalização religiosa e jurídica, é na Associação dos Religiosos do Axé de Umbanda, Candomblé e Jurema de todo Brasil (ATUCO), que irá receber informações e orientações prescisas e atualizadas, pois conta com profissionais qualificados e que conhecem as particulariedades e necessidades para correta escolha de qual será a melhor forma de legalização.


O site da ATUCO ( www.atuco.com.br ) é uma fonte de informações importantes para quem busca orientações sobre a legalização religiosa e jurídica. O site oferece informações sobre os documentos necessários para o processo de legalização, bem como sobre os procedimentos a serem seguidos.


Além disso, a ATUCO promove ações de defesa dos direitos dos terreiros de Umbanda, Candomblé e Jurema, buscando garantir o direito à liberdade religiosa e o respeito às tradições religiosas afro-brasileiras.


Em resumo, a legalização religiosa e jurídica são processos diferentes, mas complementares. Enquanto a legalização religiosa busca a legalização do aspecto religioso, a legalização jurídica se refere à legalização do espaço físico onde as atividades religiosas são realizadas.


É importante buscar informações e orientações com especialistas e na ATUCO, você estará garantido que o processo de legalização seja feito de forma correta e segura. ENTRE EM CONTATO Clicando Aqui


Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page